Perícias médicas agendadas pelo INSS estão suspensas

0

De acordo com informação divulgada hoje pelo Instituo Nacional do Seguro Social (INSS), todas as perícias médicas agendadas para atendimento nos próximos dias estão suspensas.

A suspensão das perícias agendadas se deve a decisão após anúncio da Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANPM) onde os médicos não voltaram aos atendimentos presenciais devido a falta de segurança.

“A Perícia Médica Federal, ligada à Secretária Especial de Previdência e Trabalho, demandou adequações nas salas de perícias das agências do INSS para retornar à atividade presencial”, justificou o INSS em nota. “Destacamos que, o segurado que tinha agendamento para avaliação pericial, deve desconsiderar e proceder com a remarcação pelo Meu INSS e telefone 135.”

Entretanto não foi informado quando as perícias presenciais serão retomadas, entretanto o órgão relatou que a partir desta segunda-feira, 14 de setembro, as inspeções nas agências serão feitas em conjunto a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

Em entrevista logo pela manhã à GloboNews, Leonardo Rolim, presidente do INSS, afirmou que os segurados não devem ser prejudicados com a suspensão das perícias e que os cidadãos que haviam agendado horário terão prioridade na remarcação da perícia.

Fiquem tranquilos, que nós informaremos quando as perícias estarão disponíveis [novamente]”, prometeu. Quando confirmada, a retomada será anunciada no site covid.inss.gov.br.

Segurados foram informados

O anúncio da Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais ocorreu na última sexta-feira (11). Ainda em comunicado a ANPM relatou que as vistorias realizadas pelas agências do INSS, mostraram que apenas 12 das mais de 800 unidades com serviço de perícia médica no país foram aprovadas. Todas as outras apresentaram pelo menos uma “grave inconsistência” que impede o retorno da categoria a partir de hoje.

De acordo com o INSS, todos os segurados com horário marcado foram avisados de que não haveria perícia médica nos próximos dias, onde será necessário reagendar uma consulta. Os cidadãos foram notificados via SMS (mensagem de texto) e também por e-mail.

Com informações UOL, adaptado por Jornal Times Brasilia

anuncio patrocinado