Pec do foro privilegiado: Leila Barros pede celeridade ao Congresso

0
32

A PEC mantém a prerrogativa de foro para presidente e vice-presidente da República, chefe do Judiciário e presidentes da Câmara e do Senado

 

A senadora Leila Barros (PSB-DF) pediu o andamento da PEC que restringe o foro privilegiado, cuja tramitação no Congresso dura mais de mil dias. Ela destaca a importância da proposta “para tornar o país mais justo”.

Mais avançada – “Sou a favor do fim do foro privilegiado para todas as autoridades, mas esta proposta é a que está em estágio mais avançado no Congresso”, destacou Leila. A PEC mantém a prerrogativa de foro para presidente e vice-presidente da República, chefe do Judiciário e presidentes da Câmara e do Senado.

Fiscalização de clubes

Uma força-tarefa do MPDFT está fiscalizando desde a última semana o retorno das atividades esportivas pelos clubes de futebol do DF. A equipe avalia desde o cumprimento dos protocolos de segurança aos cuidados adotados junto aos jogadores.

Descumprimento – Por meio de vistorias iniciais, o MP constatou que dois clubes do DF estavam treinando, mesmo com todas as atividades suspensas. E já tinha pedido a atuação das secretarias de Esporte e Lazer e de Proteção da Ordem Urbanística para a aplicação de sanções.

BNDES

A deputada federal Paula Belmonte (PPS-DF) reclamou, nas redes sociais e em reuniões na Câmara, ontem dos altos salários do BNDES. Balanço recente apontou que 68 servidores que estão “sem função” no banco receberam acima de R$ 60 mil brutos por mês nos últimos três meses. A divulgação passou a ser feita por determinação do STF.

Esquema – “Enquanto milhões de brasileiros dependem do auxílio emergencial de R$ 600, há um grupo que custa por ano ao Estado R$ 60 milhões. Já revelamos na CPI do BNDES que a instituição foi alvo de um esquema bilionário de corrupção e muitos preferiram fechar os olhos”, denunciou a parlamentar.

Nova versão

Considerada uma das maiores feiras do setor agropecuário do país, a AgroBrasília teve início ontem e vai até o dia 10, em formato totalmente digital. Uma plataforma eletrônica virtual online e gratuita apresentará aos produtores do Planalto Central tecnologias e sistemas modernos.

Desafio – Entre os objetivos do evento estão a criação de novos ambiente de negócios no setor e o aperfeiçoamento da atividade agropecuária da região. No ano passado, 121 mil pessoas visitaram a AgroBrasília, que reuniu 480 expositores. A nova versão, em razão da pandemia, é um desafio para os organizadores.

Revitalização

O deputado distrital Daniel Donizet (PSDB) está animado com a revitalização do galpão central do Gama, que está incluído nos projetos de feiras do DF a serem revitalizadas. O custo da obra está orçado em quase R$ 400 mil.

Importância – “No que for preciso, vamos colocar emenda parlamentar no projeto para ajudar de forma rápida essa reestruturação”, adiantou o parlamentar, que ressaltou a importância da feira para a população dessa região administrativa.

A fila anda

Parlamentares do DF ligados ao Palácio do Planalto dão como grande a possibilidade de o novo ministro da Educação vir a ser o professor Aristides Cimadon, reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc).

Mestrado – O nome de Cimadon foi sugerido ao presidente Bolsonaro no último sábado (4), por políticos catarinenses. Ele é graduado em Direito com mestrado em Educação. Está vindo a Brasília para conversar com o presidente e outros integrantes do governo.

Avanço

O deputado federal Professor Israel (PV-DF), da Frente Parlamentar Mista da Educação, avalia que qualquer um que assuma o MEC que não venha da ala olavista do governo representará um avanço em relação à gestão de Abraham Weintraub.

Moinhos – Para o parlamentar, a guerra cultural patrocinada pelos apoiadores do presidente ligados a Olavo de Carvalho, que foi adotada pela gestão de Weintraub, é paralisante para a educação. “Eles criavam moinhos de vento e desembainhavam a espada”, afirmou.

BRB

Uma comissão de aprovados no último concurso do Banco de Brasília (BRB) fará mobilização diferente pela convocação deles e, ao mesmo tempo, de apoio social. Vão doar cobertores para comunidades carentes do DF hoje, às 10h, no Instituto do banco.

Prorrogação – Falando nisso, o BRB anunciou na última sexta-feira (3) que vai prorrogar por um ano o prazo de validade dos três concursos públicos realizados no ano passado. Neste ano, o Banco já chamou duas turmas de concursados aprovados.

Leilão no DF

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senad/MJSP) realizará, no próximo dia 15, o primeiro leilão de patrimônio apreendido do tráfico no Distrito Federal.

Funad – São carros, motos e celulares, além de alto falantes, amplificadores e sucatas, oferecidos pela metade do valor de mercado. O valor arrecadado nas vendas será destinado às forças policiais responsáveis pela apreensão e ao Fundo Nacional Antidrogas (Funad).

Estádio

O deputado distrital Cláudio Abrantes (PDT) comemora o pontapé inicial para a reforma do Estádio Adonir Guimarães, localizado em Planaltina, por meio de um grupo que foi até o local para vistoriar tecnicamente a área e avaliar suas condições.

Tradicional – Abrantes participou da visita, ao lado da deputada federal Celina Leão (PP), secretária de Esporte do DF. Ele destacou o fato de a arena ser uma das mais tradicionais do DF. “Trazer de volta a glória do Adonir Guimarães é um sonho que tenho há anos”, afirmou.

Realidade

A CUT Brasília está preocupada com as medidas de retomada da economia no tocante à realidade das mulheres. Pesquisa do Sinpro-DF mostrou que 86,73% dos entrevistados não enviarão os filhos para as aulas antes do ritmo da contaminação com a covid-19 cair.

Fora do mercado? – “Quem irá ficar com as crianças em casa para que as mães voltem a trabalhar? Seremos mais uma vez empurradas para fora do mercado de trabalho?”, questionou a socióloga Adriana Marcolino, do Dieese, que ressaltou a importância das mulheres na força de trabalho do país.

Soluções criativas

As dificuldades passadas pela classe artística do DF por conta da pandemia e experiências observadas por este setor em outros estados, por meio de formas criativas de enfrentar o momento, são temas a serem tratados numa live, quinta-feira, às 16h.

Paixão – A live é promovida pelo ator e diretor de Brasília Gilson Montblanco e terá como entrevistado o ator pernambucano Jomeri Pontes, que atuou várias vezes na encenação da Paixão de Cristo do Recife e tem tido presença em filmes do cenário nacional.

 

anuncio patrocinado