Como comprar apartamento novo pela Caixa?

0
42

O momento de pandemia e isolamento social terá um lado positivo na redução do custo para quem deseja sair finalmente do aluguel, já que o preço médio de imóveis deve despencar em todo o país. Por isso, vale aprender como comprar um apartamento novo financiado pela Caixa Econômica Federal.

Pesquisas apontam que mais da metade da população brasileira sonha em finalmente sair do aluguel ter a casa própria. Mesmo em tempos de crise econômica no país esse sonho pode sim se tornar realidade.

Já parou para pensar que o momento é ideal para negociar preços menores nessa aquisição ou mesmo adquirir um imóvel com metragem maior do que o planejado?

Por mais complexo que esse processo possa parecer, vou mostrar aqui como é possível comprar apartamento pela Caixa, principal banco atuante no setor imobiliário, já que as linhas de financiamento são acessíveis às diferentes faixas de renda.

Por que financiar um imóvel?

A modalidade está entre as mais usadas em todo o mundo, já que apenas uma pequena parcela da população conta com condições financeiras para arcar com a compra de uma casa sem precisar de um financiamento. Outro motivo é justamente às baixas taxas de juros cobras neste tipo de crédito.

Outra vantagem desse tipo de empréstimo, cuja quitação ocorre a longo prazo, é a segurança na transação. Quando se recorre a um financiamento imobiliário, seja de casas ou apartamentos, novos ou usados, tem-se uma garantia maior sobre toda a regularidade da documentação.

Isso porque o agente financiador faz uma análise rigorosa sobre todos os documentos, tanto do proprietário quando do bem em questão. Isso garante a segurança da operação e também que não terá dor de cabeça quando for realizar o registro imobiliário, por exemplo.

Por outro lado, como se trata de um financiamento que irá se estender ao longo de anos e, até décadas, é preciso organização financeira e planejamento, pois imprevistos como crise econômica e desemprego podem prejudicar na capacidade de pagamento da dívida.

Vantagens de comprar um apartamento financiado

Há vários assuntos que devem ser considerados por você e sua família ao optar por adquirir um apartamento novo:

  • Imediata utilização do imóvel , caso a compra não ocorra ainda na planta;

  • Investimento para o futuro, com aquisição de um bem que só se valoriza ao longo dos anos;

  • Uso do saldo do FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, no abatimento do valor financiado;

  • Acessibilidade, principalmente para famílias com renda minorada, que dificilmente conseguiriam juntar dinheiro para uma compra à vista.

Dependendo da renda familiar e sua organização financeira é possível antecipar prestações ou até mesmo liquidar o financiamento muito antes do término previsto para o prazo.

Existe ainda a possibilidade do interessado participar do programa Minha Casa Minha Vida, ação do governo federal que concede melhores taxas de juros, distribuídas para pessoas que ganham de três a dez salários, com regras bem definidas.

O destaque principal desta modalidade feita pelo governo federal está em levar crédito para o público de baixa renda e ampliar o prazo de quitação para 360 meses.

O que é preciso para conseguir financiar o apartamento pela Caixa?

Tomada a decisão de comprar um imóvel, é hora de se preparar para os passos seguintes, que envolvem desde a pesquisa do apartamento em si e a entrada, bem como a entrega da documentação à Caixa.

Caso queira, você pode fazer uma simulação de crédito imobiliário no site do banco neste link aqui e conhecer as opções disponíveis para seu perfil.

 

Os documentos básicos exigidos para liberar o financiamento são:

  • Documento de identificação, preferencialmente RG com menos de 10 anos de expedição;

  • CPF – Cadastro de Pessoa Física;

  • Comprovante de estado civil (certidão de nascimento ou casamento);

  • Comprovante de endereço atualizado;

  • Declaração de IR (exceto quem seja isento do imposto);

  • Extrato do FGTS (geralmente obrigatório apenas para quem usará o fundo para quitar parte do valor do apartamento);

  • Carteira de Trabalho, se trabalhador celetista;

  • Comprovante de renda (assalariados devem apresentar o contracheque, empresários precisam ter o pró-labore e autônomos devem ter o Decore);

  • Cópia dos documentos do vendedor (construtoras oferecem sem maiores complicações);

  • Documentos do apartamento (cópia do IPTU do ano em vigência, certidão negativa do IPTU, cópia de validade de 30 dias da matrícula do imóvel).

 

Quando se tratar de um apartamento novo de construtora ou que tenha sido negociado com corretor de imóveis, eles realizam todo o processo de reunião de documentos, análise preliminar e entrega dos mesmos na agência bancária, facilitando a operação.

 

O interessado pode ser chamado para uma entrevista no banco, mas geralmente é chamado apenas para assinatura do contrato, quando aprovado o pedido de compra do imóvel.

 

Caso o pedido seja negado por algum motivo como mau relacionamento bancário anterior, endividamento/ comprometimento da renda ou nome inadimplente nos órgãos reguladores de crédito (SPC e Serasa, os dois mais famosos), o cliente será chamado para os esclarecimento sobre essa negativa.

anuncio patrocinado