Mãe abandona filha em lixeira após tentar estrangular recém-nascida

0

A criança foi levada à UPA Barreiro, mas morreu um pouco depois de dar entrada na unidade

 

 

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), prendeu, nesta terça-feira (24) uma mulher, de 32 anos, que é apontada como mãe de um recém-nascido, encontrado ontem,  dentro de uma lixeira.

A suspeita foi encontrada em casa, em Belo Horizonte, e abordada pelos agentes do Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A criança foi levada à UPA Barreiro, mas morreu um pouco depois de dar entrada na unidade. O laudo de necropsia irá apontar a causa da morte da criança.

Depoimento

De acordo com a Polícia, a mulher cursava contabilidade e trabalhava em um escritório na área. Quando ela descobriu que estava grávida decidiu não contar pra ninguém, já que já tem um filho de seis anos.

A mulher estava realizando uma festa no último domingo (22) quando sentiu contrações. Então ela se trancou no banheiro, e sem ajuda, fez o parto da criança. Então ela colocou a criança numa caixa de sapato e a deixou em um armário até que a confraternização terminasse.

Horas depois, ela pegou a caixa e, no caminho para o estacionamento, deixou a criança cair na escada. No carro, o bebê começou a chorar. Foi ai que ela tentou estrangular o bebê, sem sucesso. A mulher, então, bateu com a cabeça da menina na lateral do carro.

A criança foi deixada, ainda com vida, em uma lixeira próxima a um shopping no Barreiro.

anuncio patrocinado