Agricultura diz que não pode parar sob o risco de desabastecimento

0
26

A produção agrícola do Brasil não pode ser afetada pelas medidas de restrição do contato social para combater o coronavírus. A declaração é da CNA (Confederação Nacional da Agricultura), que divulgou uma nota hoje afirmando que a produção de alimentos não pode parar.

“Essas restrições, no entanto, não podem ser absolutas. Hospitais, unidades sanitárias e todos os elos da cadeia de atendimento de saúde não podem deixar de funcionar plenamente, como é consenso de todos”, afirma a entidade. “Na mesma categoria, devem ser incluídas as atividades de produção e comercialização de alimentos, cuja demanda não será reduzida pela crise.”

O que a CNA está alertando? Está dizendo que se parar o contato social na produção haverá falta de alimentos. “Do contrário, se faltarem alimentos ou se houver irregularidades no abastecimento, a saúde das pessoas será afetada e a própria harmonia social, que tanto precisamos nessa hora, será atingida”, disse a CNA em comunicado.

Qual o contexto dessa declaração? É que diversos setores estão sendo obrigados a parar a produção para conter a disseminação do coronavírus. O que a CNA quer dizer é que o setor não pode faltar, pois corre-se o risco de faltar produtos essenciais.

Setor quer algum tipo de incentivo? Sim. A confederação acrescentou que espera que o governo assegure a proteção à cadeia de abastecimento alimentício durante a crise.

“Esperamos que o governo assegure que a cadeia de abastecimento seja protegida e garantido o seu funcionamento, com regras adequadas e com o suporte econômico que for necessário. E que as autoridades estejam atentas para impedir qualquer tentativa de manipulação ou especulação por parte de maus brasileiros”, afirma a entidade.

Segundo a Abia (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos), por ora, não há risco de falta de abastecimento.

Já foram confirmados 291 casos de coronavírus no Brasil, segundo o mais recente balanço do Ministério da Saúde, com uma morte registrada. O governo federal solicitou na noite de terça-feira (17) que o Congresso reconheça o Estado de calamidade pública.

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail atendimento@timesbrasilia.com.br. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://timesbrasilia.com.br/whatsapp. https://chat.whatsapp.com/DIFel5ImpWf5ZWrdlDpNtq

anuncio patrocinado