Entenda porque DTM é considerada uma doença da modernidade

0
40
Closeup of young woman suffering from toothache at home

 

Cada vez mais, as pessoas têm buscado ajuda de um profissional da área odontológica para tratar uma doença que tem como uma das principais causas a ansiedade e o estresse.

Por conta disso, atualmente contamos com cerca de 40% da população mundial que enfrenta esse problema, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Dessas pessoas, a maior parte são mulheres adultas, mas isso também acomete crianças e adolescentes, que chegam a ser 15%.

Isso mostra como a correria do cotidiano, as diferentes e múltiplas atividades que precisamos enfrentar no dia a dia acabam se tornando causas externas para que doenças como essa ocorram.

Dessa forma, a DTM se transformou em uma das principais doenças da modernidade. Quer entender um pouco mais sobre as suas influências na qualidade de vida das pessoas? Continue lendo!

Mas o que é a DTM?

Antes de falar sobre a DTM, precisamos entender as partes do rosto que essa doença afeta. A ATM – Articulação Temporomandibular é a ligação que existe próximo aos ouvidos, dos dois lados, ligando o osso temporal à mandíbula.

Ou seja, a ATM controla todos os movimentos ligados ao maxilar inferior. As suas funções são variadas, desde falar, como também comer e mastigar.

Isso mostra a sua importância, não é mesmo? Quaisquer dores e desconfortos ligados à essa área pode diminuir o bem-estar do indivíduo, o que também acaba atrapalhando a sua qualidade de vida e até mesmo ao prazer de fazer coisas simples e, ao mesmo tempo, essenciais.

Sendo assim, a DTM é uma disfunção ligada a essa articulação, principalmente quando há problemas crônicos envolvidos. Apesar de ser um transtorno comum, muitas pessoas ainda não a conhecem, o que acaba levando a serem diagnosticadas tardiamente, pela demora também em procurar ajuda de um profissional.

A longo prazo, essa disfunção pode trazer alguns problemas à saúde do indivíduo, principalmente quando não é tratado e acompanhado por um especialista. 

Por conta disso, é muito importante procurar ajuda de um profissional da odontologia, para que os problemas articulares não gerem doença degenerativa e, por conta disso, alterações na mordida.

Quando devo procurar ajuda?

Muitas pessoas acabam seguindo a vida normalmente, mesmo com algumas dores e incômodos. 

Entretanto, como já vimos, isso pode causar problemas mais graves à saúde do  indivíduo, sendo em alguns casos necessário realizar uma intervenção cirúrgica. Apesar disso, essa normalmente não é a primeira opção dos especialistas.

Por isso, é importante atentar-se a detalhes em relação a sua vida cotidiana, sem nunca considerar que alguma dor ou desconforto é algo “normal”. É essencial buscar ajuda de um profissional da clínica odontológica o quanto antes, para que o tratamento seja feito da melhor maneira possível, sem trazer maiores consequências ao indivíduo.

Os principais sintomas da DTM são as dores de cabeça, assim como no ouvido e um zumbido – que pode alterar a intensidade de acordo com o grau do transtorno. Além disso, também é possível ouvir alguns estalos e ruídos nas articulações, principalmente ao mastigar.

Mas também podemos encontrar outros sintomas, como mudanças no encaixe da mandíbula de maneiras bruscas, desgaste e dores de dente, abertura da boca diminuída e até mesmo dores no pescoço e nos ombros. 

Além disso, a disfunção temporomandibular é uma doença que, depois de instalada, é quase sempre progressiva. Ou seja, o tratamento precoce é o cenário ideal para os pacientes, evitando que maiores transtornos e dores ocorram.

Quais as principais causas?

As causas da disfunção temporomandibular são variadas e em alguns casos elas são desconhecidas. Também pode ser o combo  de diferentes desses fatores, que faz com que algumas pessoas apresentem problemas na articulação. 

Os principais causadores da disfunção são:

  • Trauma na mandíbula;
  • Ranger os dentes;
  • Problemas estruturais de nascença;
  • Tensão muscular.

Além disso, também há outras causas associados a disfunção da ATM, mas que ainda não há provas que são esses fatores que causem a DTM. Alguns deles são o uso prolongado de aparelho ortodôntico, má postura e falta de sono.

Por conta dessas causas, os profissionais da área da saúde odontológica têm, cada vez mais, associado a disfunção temporomandibular ao aumento do estresse e ansiedade, causados pelo momento em que vivemos.

Tanto que, é estipulado que esse número vem aumentando cerca de 2% a cada ano que passa. Isso parece assustador, não é mesmo? 

Dessa forma, fica claro como alguns cuidados com a nossa saúde mental afetam diretamente na saúde de todo o nosso corpo, assim como a qualidade de vida no trabalho e o bem-estar pessoal.

Por isso, alguns dos principais tratamentos para a DTM incluem: o uso de mordedores, principalmente durante a noite, também usado nos casos de bruxismo, fisioterapia e também acompanhamento psicológico.

Sendo assim, não espere muito tempo para procurar ajuda dos profissionais de odontologia caso apresente alguns dos principais sintomas, prevenindo que o problema seja agravado.

 

Conteúdo produzido por Letícia Eleutério \

Produtora de conteúdo na Vue Odonto

anuncio patrocinado