Médico suspeito de assédio sexual é afastado das funções profissionais

0

Na ocasião, ela também determinou a liberação do suspeito mediante pagamento de fiança de R$ 3,1 mil, equivalente a três salários mínimos

 

 

 

Suspeito de cometer assédio sexual contra um paciente em Baturité, no interior do Ceará, um médico foi afastado das funções profissionais pela Justiça neste domingo (16).

A decisão foi tomada em audiência de custódia presidida pela juíza Verônica Margarida Costa de Moraes, titular da 2ª Vara de Baturité. Na ocasião, ela também determinou a liberação do suspeito mediante pagamento de fiança de R$ 3,1 mil, equivalente a três salários mínimos. Ele havia sido preso em flagrante logo após o caso, que aconteceu na sexta-feira (14), na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da cidade.

Segundo as informações da denúncia, um paciente procurou a UPA de Baturité com sintomas de amigdalite e pressão arterial alta. O médico suspeito, então, teria tocado nas partes íntimas do atendido durante a consulta, ocasionando o assédio. Logo depois de sair do consultório, o paciente contou o fato à esposa e a polícia foi chamada. Os envolvidos foram à delegacia municipal, onde o médico foi preso em flagrante.

anuncio patrocinado
Anunciando...