Mostra Cinema Urbana e Coletivo MOB irão transformar área pública no SCS em uma sala de cinema

0
122

Se de um lado, no campo de visão do MOB está a transformação de um espaço público por meio da criação de mobiliário urbano e da interação entre os usuários, na perspectiva do coletivo Cinema Urbana está o diálogo entre cinema e arquitetura. E deste encontro surgiu a ideia de criar, em uma área de grande circulação no miolo do Setor Comercial Sul, uma sala de cinema para exibição gratuita de filmes da Mostra. Para todos os envolvidos, há um viés de experiência profissional diante de um processo emergente de economia criativa.

A proposta teve origem na primeira edição da Mostra, em 2018, quando foram desenhadas cadeiras ergonômicas para a escadaria em frente à CAL/UnB, também no SCS, com o igual objetivo de transformar a rua em um cinema ao ar livre. O Setor Comercial Sul, apesar de sua degradação “é hoje um lugar que atrai eventos e ocupações culturais de diferentes tamanhos que vêm ampliando a dinâmica econômica e social”, ressalta Liz.

Nesta edição, Cinema Urbana ocupa o Corredor Central, da Quadra 04, com uma grande tela de cinema e deixa como legado o mobiliário criando áreas de convivência, que poderá ser utilizada em outros eventos e por todos os usuários do Setor. A sessão, que acontece na sexta-feira, 11 de outubro, a partir das 19h, com entrada livre, exibirá quatro curtas-metragens brasilienses e um da Bahia.

O professor Frederico Hudson, responsável pelas atividades no IFB, conta que oficinas têm sido realizadas para a produção dos móveis e, “esperamos surpreender o público com o resultado”, aposta. Liz Sandoval, diretora artística da Mostra e também arquiteta, é a responsável por ministrar o workshop de construção de mobiliário urbano no Instituto Federal de Brasília. Os participantes são estudantes do curso de Produção de Móveis do Campus Samambaia do IFB.

Com o tema “Memórias em Construção”, Cinema Urbana [2019] tem por objetivo promover o debate acerca da noção do patrimônio e dos processos de construção da memória na sociedade contemporânea. Fluxos migratórios, turismo em massa, aumento da população nos centros urbanos e novas formas de sociabilidades permeiam as narrativas dos filmes selecionados.

Serviço:

Cinema Urbana – Mostra de Filmes de Arquitetura, de 8 a 12 de outubro de 2019

Locais: Cine Drive-In, CAL, Museu Correios, Corredor Central e IFBs de Samambaia e Recanto das Emas

Atividades: Exibição de filmes, painéis temáticos, palestras com pesquisadores [brasileiros e estrangeiros], e intervenções artística e urbana em espaços públicos

Sessão especial – Corredor Central do SCS, Quadra 4, dia 11/10, às 19h

Casa de Praia – Brasília, Dir. Duda Affonso, 2018, 16′

Riscados pela Memória – Brasília, Dir. Alex Vidigal, 2018, 20′

À Margem do Universo – Brasília, Dir. Tiago Esmeraldo, 2017, 18′

O Corpo e a Cidade Modernista – Brasília, Dir. Pedro Rodolpho, 2018, 39′

Afeto – Bahia, Dir. Gabriela Gaia Meirelles, Tainá Medina, 2019, 15′

Entrada franca

Programação completa, classificação indicativa e mais informações: cinemaurbana.com