Mãe diz que filha tentou se matar após ser estuprada por casal

0

“São dois monstros”, afirma a mulher sobre autores do crime. O caso aconteceu nessa terça-feira (24/09/2019), em São Vicente (SP)

 

A mãe da adolescente de 14 anos dopada e estuprada por um casal em São Vicente (SP) afirmou que a filha tentou se matar após a violência sexual. A garota visitava duas amigas quando sofreu o abuso, na última terça-feira (24/09/2019). Os autores do crime são Marcílio Maximino e Luciana Cristina, pais das colegas que receberam a vítima em casa.

“As crianças não têm culpa de a mãe ser esse monstro. São dois monstros. Elas estão falando que agora a vida delas acabou, me pediram perdão, mas elas não têm culpa disso. Eu não consigo nem pensar no assunto, é muito difícil. Imagina minha filha acordar pelada e assustada, e ela tem apenas 14 anos”, diz a mãe, em áudio publicado no portal G1.

A vítima contou, em relato à polícia, que Luciana saiu por volta das 15h para comprar um refrigerante. A mulher ofereceu a bebida para a garota, que aceitou e percebeu que havia algo errado. Em seguida, começou a sentir as “pernas bambas”. A jovem ficou desacordada e foi estuprada por Marcílio. O casal assumiu o crime.

A mãe conta que confiava em Luciana, pois a conhece “há anos”. “Nossas filhas são melhores amigas e o filho dela melhor amigo do meu menino, por isso confiava de deixar minha filha ir lá. Minha menina tentou se matar depois disso, não posso deixá-la sozinha”, destaca.

A prisão em flagrante de Marcílio Maximino Pereira foi convertida em prisão preventiva. O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu liberdade provisória à Luciana Cristina de Jesus, com medidas cautelares – entre as quais, o comparecimento periódico em juízo, mensalmente, para informar e justificar suas atividades.

anuncio patrocinado