Na Justiça, gato ganha direito de circular por galeria do RJ

0
105

Lojista do local entrou com uma ação representando o felino

 

A Justiça do Rio de Janeiro deu causa ganha para o lojista Pedro Duarte Correia, que representou o gato Rubinho. O felino havia sido impedido de transitar na galeria de Copacabana, Zona Sul da capital carioca, em abril do ano passado.

– Eu fiquei muito deprimido. O gato não pode andar? – reclamou Pedro.

A decisão chegou a provocar uma onda de revolta em amigos do lojista e apoiadores do gato. Um abaixo-assinado foi feito e cerca de 15 mil pessoas pediram a permanência de Rubinho no local.

O lojista que o adotou, então, decidiu entrar com uma ação contra a administração da galeria. A juíza Márcia Correia Hollanda, da 47ª Vara Cível do Rio de Janeiro, confirmou a permissão em sentença divulgada nesta quinta-feira (19).

anuncio patrocinado