Tá difícil se concentrar? A culpa pode ser da ressaca

0
42

Pesquisa australiana prova o que todo mundo que costuma beber já suspeitava: a ressaca atrapalha a memória, a concentração e a produtividade

 

 

Cientistas da Universidade de Tecnologia de Swinburne, em Melbourne, estudaram os efeitos do álcool no cérebro e comprovaram uma verdade já bem debatida entre a galera que curte uns bons drinks: beber demais vai fazer com que seu dia seguinte seja mais difícil. Altos níveis de bebida, de acordo com os pesquisadores, prejudicam as funções cerebrais e a memória. O trabalho foi publicado na revista especializada The National Centre for Biotechnology.

Os pesquisadores distribuíram identificadores entre os participantes e usaram bafômetros para medir a concentração de álcool no ar expirado durante uma noite de bebedeira. No dia seguinte, as cobaias responderam questionários on-line e testes cognitivos, como o Alcohol Hangover Severity Scale (AHSS), sobre seu comportamento na noite anterior. Alguns pontos analisados foram qual bebida haviam consumido, em que quantidade e quais mudanças comportamentais estavam notando em si mesmos.

Os dados comparativos foram, então, relacionados com a gravidade da ressaca e dos efeitos nas funções cognitivas do dia seguinte. Resultado: quanto maior a concentração de álcool no hálito dos participantes na noite anterior e quanto mais tempo bebendo, mais severos os efeitos da ressaca.

O efeito da ressaca nas funções cognitivas é tão real que alguns participantes da pesquisa tiveram dificuldade de responder os questionários on-line no dia seguinte. No trabalho, os autores pontuam que as taxas de abandono em estudos de ressaca “são tipicamente altas”, beirando os 70%. Uma possibilidade para explicar o fenômeno, segundo eles, seria de que os indivíduos que consomem mais álcool e/ou tenham os piores sintomas de ressaca têm menor probabilidade de completar as medidas do dia seguinte.

A ressaca é causada pelo etanol, substância presente em bebidas alcoólicas que atua como diurético. Ao urinar com frequência, quem bebe tem mais chances de ficar desidratado, o que agrava os sintomas da ressaca.