Ibaneis lança fase de testes da 5G e financiamento para startups no DF

0

Governador brincou: “Eu gostaria que conseguisse resolver o problema da internet no Palácio do Buriti. Porque não funciona”

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) e a chinesa Huawei assinaram, nesta quarta-feira (26/06/2019), convênio para início dos testes da tecnologia 5G em Brasília, parceria antecipada. O projeto será realizado no Biotic/SA, polo tecnológico brasiliense. Na oportunidade, o governador Ibaneis Rocha (MDB) também lançou programa de apoio para startups, financiado pelo Banco de Brasília (BRB).

“Eu gostaria que conseguisse resolver o problema da internet no Palácio do Buriti. Porque não funciona”, brincou o emedebista durante a solenidade. De acordo com ele, o 5G faz parte do pacote de medidas do governo para fomentar a TI na capital federal. Neste contexto, a futura universidade estadual do DF será focada na tecnologia. ” Nós vamos implementar o maior parque tecnológico do país”, assinalou.

Segundo o secretário de Projetos Especiais, Everardo Gueiros, a multinacional chinesa vai arcar com todos os custos do projeto da 5G, que usará o DF como projeto-piloto da nova tecnologia para concorrer com outras gigantes da TI pelo protagonismo no mercado.

“É importante frisar que o 5G é uma tecnologia que vai revolucionar o uso da internet. É uma nova fase. Por que? Porque você vai poder conectar múltiplos aparelhos concomitantemente. Então, isso dará muita eficiência”, pontou Gueiros. Além da conexão de celulares, a plataforma poderá ligar aparelhos inteligentes dentro do conceito da internet das coisas.

Neste sentido, o 5G será um diferencial para o Biotic. “Existe uma discussão no mundo todo sobre essa tecnologia. Os gigantes estão em queda de braço para ver quem vai dominar essa tecnologia. E nós, no DF, estamos saindo na frente”, argumentou.

A princípio, o 5G estará disponível no edifício sede do Biotic. Na sequência, a tecnologia será compartilhada com as empresas participantes do polo tecnológico. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) estuda lançar os primeiros lotes do leilão da 5G já no primeiro semestre de 2020. Somente após essa fase, o projeto poderá ser expandido.

Startups

O GDF anunciou o lançamento de uma incubadora e aceleradora de startups, apadrinhada pelo Banco de Brasília: o Centro de Inovação e Desenvolvimento em Tecnologia do BRB. Neste contexto, os participantes deverão ocupar também uma ala do Biotic para a instalação dessas empresas. Junto com o banco, as secretarias de Projetos Especiais, de Ciência e Tecnologia, e a Fundação de Apoio a Pesquisa (FAP) lançarão um edital de chamamento para captar candidatos do Brasil todo.

“Esperamos encontrar unicórnio aqui. Para quem não sabe, unicórnio é uma startup que valha mais de US$ 1 bilhão”, disse o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

Os classificados vão receber bolsas para o desenvolvimento de projetos em áreas específicas, podendo abordar diversos temas. E o GDF fará o meio de campo para que empresas do setor façam a monitoria. Por exemplo, um projeto logístico poderá ser acompanhado por empresas do varejo do DF. Uma ideia ligada a combustíveis poderá ser acompanhada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

anuncio patrocinado