Ibaneis demite recém-chegado diretor do Hran e substitui o do HRC

0
10

Decisão foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta sexta-feira (7/6)

Um dia depois de exonerar o quinto diretor de hospitais públicos do Distrito Federal, o governador Ibaneis Rocha (MDB) demitiu o recém-chegado gestor do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), Josinaldo da Silva Cruz. Ele tinha assumido o cargo em março, após a saída do então chefe da unidade. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta sexta-feira (7/6). Na ocasião, Ibaneis também tornou sem efeito a nomeação do diretor do Hospital Regional de Ceilândia (HRC), Renato Sérgio de Medeiros Souza. No lugar dele, assume o médico Marcos da Silva Berssanetti.

A Secretaria de Saúde informou que o diretor do Hran pediu para ser exonerado e voltou a reafirmar que a função é cargo de confiança. “A Saúde está, gradativamente, ajustando os gestores à filosofia de trabalho da atual gestão.” A pasta, no entanto, não deu detalhes sobre a substituição do diretor do HRC.

Desde o início do governo, Ibaneis adotou o discurso de exonerar servidores que não apresentarem resultado. Na quinta-feira (6/6), ele substituiu o então diretor do Hospital Regional do Gama (HRG), André Zamuner e nomeou Alan Duailibi para o cargo. A justificativa para a mudança teria sido superlotação da unidade. 

As outras demissões ocorreram entre março a maio, no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), no de Sobradinho, no de Brazlândia e no de Santa Maria.  Em 15 de maio, o governador exonerou a diretora do Hospital Regional de Sobradinho após a morte de Beatriz Viana da Silva, 19 anos. A jovem procurou a unidade de saúde em 11 de maio, com fortes dores abdominais, acompanhada do marido, mas saiu de lá sem atendimento.

Em 28 de março, o então diretor do Hospital Regional de Santa Maria, Igor Silveira Dourado, também foi demitido. Em 20 de março, Ibaneis confirmou a exoneração do diretor do Hospital Regional na Asa Norte (Hran), Gustavo Bernardes, e do superintendente da Regional de Saúde Central, Adriano Guimarães Ibiapina. 

No mesmo mês, em 8 de março, o governador dispensou o chefe do Hospital Regional de Brazlândia, após médicos da unidade serem filmados descansando em uma sala enquanto pacientes aguardavam atendimento.